6 de abr de 2012

A arte de Pompoar

Massagem Íntima


Pompoar é a habilidade de controlar a contração e o relaxamento da musculatura circunvaginal. Ao aprender a técnica, a mulher consegue controlar os três aneis circunvaginais separadamente, podendo incrementar o ato sexual apenas com o movimento de seus músculos. Embora para nós, ocidentais atrasadas, a técnica seja algo ainda muito pouco explorado, em países como a Índia, ela é passada de mãe para filha, com o objetivo de aumentar o prazer sexual da moça e de seu parceiro.
Existem cursos que ensinam a chamada “massagem íntima”. Mas existem técnicas para se fazer em casa, para quem não achou uma boa professora ou quer tentar primeiro sem gastar nada. Uma delas é a de contrair e soltar várias vezes seguidas os músculos da região ao longo do dia, enquanto se escova os dentes, dirige, assiste à aula, etc. Claro, há de se ter o cuidado de contrairapenas os músculos da vagina – se você tensionar junto a musculatura do ânus, não está fazendo direito. Para ter certeza de qual músculo exercitar, enquanto estiver fazendo xixi, tente interrompê-lo no meio. Esse músculo que interrompe o fluxo é o mesmo exercitado no pompoarismo. Você pode também, durante o banho, introduzir um dedo na vagina e tentar apertá-lo – com o tempo, o movimento torna-se natural.
Para as que desejam ir mais longe, existem dois objetos usados nos exercícios de pompoarismo: o vibrador e o ben-wa. O vibrador dispensa apresentações, se você não sabe o que é, boa wiki-busca. O ben-wa são as famosas ‘bolinhas tailandesas’ – um ou mais pares de esferas auto-vibratórias ligadas por um fio. De acordo com a pompoarista Stella Alves, elas são usadas para“treinar os movimentos de sucção, expulsão e fortalecimento dos músculos circunvaginais. Os exercícios ajudarão você a identificar os três feixes de músculos do canal vaginal.” Mas atenção: não compre qualquer ben-wa vagabundo! As bolinhas devem ter o peso certo e uma distância correta entre elas, além de serem de material atóxico!
Ben-wa: as bolinhas que ajudam você na malhação íntima

Stella também contou, durante uma entrevista, alguns dos movimentos que o pompoarismo possibilita. Pessoalmente, me parecem beeem interessantes…veja:
Revirginar: é contrair com tanta força o esfíncter vaginal, que é o músculo de entrada da vagina, o que impede ou dificulta muito a penetração do pênis/vibrador, possibilitando simular virgindade.
Ordenhar: é contrair individualmente os anéis circunvaginais de forma sequêncial, pressionando o pênis/vibrador, começando da entrada da vagina em direção ao útero, com força média.
Chupitar: é imitar com a vagina a movimentação que os bebês fazem com a boca quando estão mamando ou usando a chupeta.
Sugar: é chupar o pênis/vibrador com a vagina.
Massagear: o pênis/vibrador é massageado nas intensidades fraca, média ou forte.
Morder: é a pratica utilizada freqüentemente para retardar o orgasmo do homem. Consiste em contrair fortemente o anel circunvaginal que circunda o pescocinho logo abaixo da glande do pênis.
Guilhotina: é uma “mordida” com muita força.
Algemar ou agarrar: é contrair com tal força a musculatura vaginal, impedindo a saída do pênis/vibrador.
Expulsar: é quando a vagina expele o pênis, vibrador, banana, pepino, etc.
[leia toda a entrevista com Stella Alves aqui: GAS-BH]
Além das vantagens na vida sexual, o pompoarismo fortalece os músculos pélvicos, evitando a queda de bexiga e de útero e a incontinência unrinária. Em algumas, pode até diminuir a cólica menstrual.
A  "massagem"  íntima’ é algo que as mulheres deveriam entrar mais em contato. Não só para aproveitarem o sexo melhor mas para se conhecerem melhor. Muitas ainda sentem nojo de suas vulvas e vaginas, mal sabem o que tem entre as pernas. Não sabem como se dar prazer, e esperam que seus parceiros adivinhem, tornado a vida sexual uma novela cheia de cobranças, insatisfações e dores de cabeça. O pompoarismo traz benefícios físicos, psicológicos e sexuais, e é uma coisa que pode ser praticada por qualquer mulher. Basta força de vontade e auto-conhecimento.
Para você fazer em casa
Há vários profissionais que estudam e auxiliam na prática do pompoarismo. O ideal, antes de começar sua prática, é visitar seu ginecologista. Para desenvolver a técnicas em casa, há livros e outros materiais disponíveis. Stella Alves é autora de vários livros sobre o tema, desde títulos mais introdutórios até cursos completos. 
Invista no seu prazer sem vergonha de ser feliz!

Fonte : Pernasabertas.wordpress.com

Para contratar meus serviços ligue 21 8641-1584 Franco

11 comentários:

  1. Uauuuuu, amei as dicas, tudo de bom Frannnnn.Bjusssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Uauuuuu, amei as dicas, tudo de bom Frannnnn.Bjusssssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra ,
      Pelo jeito você gostou e pretende começar hoje mesmo .
      Boa sorte .

      bjs

      Excluir
  3. olá Francisco
    como diria minha vo
    como pode uma coisa destas kkkk
    digamos q seja um tipo de massagem estranha

    bjim meu rico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Guria !
      Muito estranha para nós ocidentais .
      Mais pelo conteúdo do texto , muito útil não acha ?

      Beijos minha rica

      Excluir
  4. Oi Francisco,

    adorei esta sua abordagem, conhecer o próprio corpo, eliminar preconceitos e medos, livrar-se de bloqueios, são caminhos para uma vida mais feliz, como você bem disse, a falta de conhecimento e abertura leva a tanto drama na vida sexual do casal. Boas estas dicas de pompoarismo. As mulheres foram muito reprimidas e delas foram cobrados rígidos comportamentos de anulação de desejos e contenção de condutas sexuais, para os ocidentais até pouco tempo uma mulher se preparando para sentir prazer não era bem visto nem aceito, agora pense bem que incoerência mais absurda, assim que se casava esta mesma mulher reprimida por toda a sua vida, deveria se transformar em uma boa amante para seu marido, resultando daí inúmeros desencontros e sofrimentos. É preciso que as mulheres reconheçam que este tempo passou e que se permitam viver plenamente, sempre com consciência e amor próprio, principalmente com amor próprio o que a levará a trilhar caminhos de respeito próprio, que pode e deve ser associado ao prazer sexual.

    Abraços e ótima Páscoa para você e sua família!

    ResponderExcluir
  5. É isso van ,
    Além do aspecto sexual , tem os aspectos psicológicos muito bem colocados por você e também é saudável e contribue para melhorar a relação , tornando-a mais prazeirosa e mais duradoura .

    Obrigado.

    ResponderExcluir
  6. Olá eu já conhecia tenho amigas que usam e diz que é bom demais sô
    boa pascoa.

    ResponderExcluir
  7. Olá tudo bem?
    passando pra te convidar
    se vc tem site/blog a divulgar seus links no dandoumgoogle.com,agora é agregador de links. Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Adorei seu artigo!
    Muito bom mesmo.
    Beijos no Coração

    Solange
    http://www.overcoming2.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Desculpe só eu de homem respondendo o artigo, vou passar a dica para minha esposa. Voz do Povo.

    ResponderExcluir

massoterapeuta-RJ
agradece seu comentario!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Seguir por e-mail

visitas

Eventos Realizados